Normas estabelecidas pelo Regimento Interno deste Colégio e aprovados pela Mentenedora – Núcleo Regional de Educação de Curitiba

Todo RESPONSÁVEL LEGAL que vem até a secretaria do CEYP e efetiva a matrícula do filho, recebe uma cópia resumida do Regimento Interno. Este, contem diversas informações pertinentes aos alunos e também aos pais quanto as normas deste Estabelecimento de Ensino.

Uma delas diz respeito ao UNIFORME ESCOLAR, que segue, inclusive, a orientação da Patrulha Escolar:

“O uso do Uniforme é OBRIGATÓRIO desde o primeiro dia de aula e durante TODO o ano letivo. É PROIBIDO QUALQUER TIPO DE AJUSTE, ADULTERAÇÃO OU CUSTOMIZAÇÃO DO MODELO PADRÃO. As jaquetas devem ser do uniforme ou, em último caso, podem ser inteiramente pretas, blusas coloridas só por baixo da camiseta do colégio. O uniforme obedece procedimentos. padrões e exigências. A calça é de corte reto com pelo menos 18cm de “boca”, a camiseta deve ser confeccionada de acordo com o tamanho/idade do aluno, não havendo a possibilidade de ajustes em qualquer uma das peças. O Uniforme Escolar cria uma padronização dos alunos, além de facilitar a identificação e o controle da entrada e saída de pessoas na Instituição, barra possíveis taxações a partir das diferenças de classes sociais estampadas nas roupas evitando preconceito entre os próprios estudantes.”

O uso do uniforme padroniza os alunos, dá segurança tanto dentro como fora do colégio, a identificação é imediata. Customizações descaracterizam a vestimenta, é chamada de “uniforme”, porque tem como objetivo padronizar, deixar igual.

Quanto ao uso de OBJETOS ALHEIOS AO USO ESCOLAR, diz-se:

“Celulares, materiais eletrônicos e similares são PROIBIDOS no Regimento Interno e pela Lei Estadual nº. 18.118 de 24/06/2014, portanto o Colégio FICA ISENTO de qualquer responsabilidade por eventual dano, furto ou extravio.”

A tecnologia pode servir de apoio às ações educacionais, mas o seu uso exacerbado e sem responsabilidade se torna um empecilho. O colégio tem o dever de humanizar e educar cidadãos, posicionando-se por vezes em uma linha tênue, entre exercer a autoridade e ser autoritária.

Não exigimos mais do que a lei, pensamos na segurança dos seus filhos. Os alunos e pais devem colaborar para o bom atendimento de todos, o colégio é para todos. Colabore, observe, questione, exija, faça cumprir a lei, o colégio se faz de muitas mãos e vocês nos ajudam a reforçar em casa os ensinamentos de sala de aula.

Devemos ter a mesma conversa, deixar claro aos estudantes o que é certo e o que é errado. Infelizmente não somos onipresentes, não podemos estar em vários lugares ao mesmo tempo, fazemos o nosso melhor sempre contando com a colaboração dos pais. Quando se diz: “educação vem de casa”, aprendemos que o colégio é a vitrine desses ensinamentos, somos e agimos a partir de exemplos. O colégio educa formalmente, entendemos que os alunos tem princípios e valores aprendidos em casa que são repassados ou evidenciados quando ele entra no grupo. Exigir que o aluno cumpra regras e deveres do colégio, o capacita para a convivência em sociedade. Da mesma forma que os pais exigem que os filhos cumpram as regras de dentro de casa.

Seja um colaborador do colégio, nos ajude a formar cidadãos de direito, responsáveis e capazes de fazer cumprir regras e normas existentes no nosso dia-a-dia. Só com educação é que se muda uma nação.

Anúncios

Falta do Livro Didático

FullSizeRender (1)

Infelizmente muitos dos nossos alunos não receberam o Livro Didático neste ano letivo, há falta em todos os Estabelecimentos de Ensino.

Sempre que possível fazemos um remanejamento. As vezes um colégio tem o livro que o outro não tem e vice-versa. Praticamos a “troca solidária” para suprir e ajudar uns aos outros.

Transcrevemos o e-mail recebido pelo NRE de Curitiba, sobre a falta dos Livros Didáticos:
“Conforme orientações da Coordenadora de Apoio às Redes de Ensino – COARE do FNDE/MEC, informamos que os livros faltantes do Programa Nacional do Livro Didático – PNLD, só serão enviados às Escolas após a liberação do sistema SISCORT (aguardando confirmação do FNDE/MEC com a data de liberação de acesso ao sistema).”

*O sistema SISCORT é o programa que controla a distribuição dos livros didáticos. O Ministério da Educação – MEC – é que precisa liberar o nosso núcleo de esducação para acesso a esse sistema.

A Equipe Pedagógica deve ser procurada quando o aluno precisar do livro para fazer as lições de casa.
Nós vamos auxiliá-lo sempre que possível.

Pedimos que, assim como nós, tenham paciência. A colaboração de todos é necessária para que o colégio funcione bem.